A Suécia se transformou no primeiro país europeu a estabelecer uma lei de censura à pregação contra a ideologia de gênero e a homossexualidade em termos religiosos, e afirmar que tais práticas são pecaminosas passa a ser crime.

A promulgação da lei ocorre pouco depois que o Canadá – outro país que segue uma política “progressista” – estabelecer legislação semelhante, proibindo manifestações contrárias à doutrinaçao através da ideologia de gênero.

Agora, na Suécia, qualquer objeção ao modo de vida homossexual ou transgênero será classificada como “crime de ódio”: “Este é um grupo especial vulnerável, que vem sendo exposto ao ódio há muito tempo”, afirmou o ministro da Justiça sueco, Morgan Johansson.

“Queremos nos distanciar do conceito de raça, já que, claro, não há qualquer evidência científica de que podemos dividir a humanidade em raças”, acrescentou o político, estabelecendo a opção sexual como um parâmetro similar às etnias, de acordo com informações do portal The Christian Post.

Na prática, a nova legislação impõe uma censura a grupos cristãos que se mantém fiéis à verdade bíblica sobre a homossexualidade, já que dizer que, segundo o Evangelho, relações entre pessoas do mesmo sexo são erradas será comparável ao discurso nazista, que pregava a superioridade da raça ariana, por exemplo.
Axact

ALTGOSPEL

altgospel é um veículo de comunicação online totalmente independente que fornece conteúdos alternativos de notícias cristãs e atualidades do mundo gospel.

Publique um comentário:

0 comments: